APE

História

A Associação Portuguesa da Energia (APE) foi constituída por escritura pública de 20 de Junho de 1988, mas à data com a denominação «CNP-CME Comissão Nacional Portuguesa da Conferência Mundial da Energia». A mudança de nome acompanhou a mudança de designação da CME, de Conferência Mundial da Energia para Conselho Mundial da Energia (World Energy Council - WEC). Por Despacho de 27 de Julho de 1989, o Primeiro-ministro declarou a CNP-CME de utilidade pública.

 

Associados Fundadores

 

Foram subscritores da escritura pública celebrada em 20 de Junho de 1988:

 

Empresas Públicas:

Cimpor - Cimentos de Portugal, representada pelo Eng Ernesto Loureiro Campos

EDP - Electricidade de Portugal, representada pelo Eng Sidónio Paes

Petrogal - Petróleos de Portugal, representada pelo Eng Joaquim Barreiros

PGP - Petroquímica e Gás de Portugal, representada pelo Eng Frederico Braga

Quimigal - Química de Portugal, representada pelo Eng José Figueiredo Costa

ENU - Empresa Nacional do Urânio, representada pelo Eng Fogaça Moniz Bettencourt

 

Entidades Privadas:

BP Portuguesa, representada pelo Eng Brian Phillip Tuges

ECD - Empresa Carbonífera do Douro representada pelo Eng João P. Antunes Gomes

Mobiloil Portuguesa, representada pelo Eng António Rodrigues Cascalho

Secil - Companhia Geral da Cal e Cimento, representada pelo Eng Joaquim Dias Cardoso

Shell Portuguesa, representada pelo Eng Henrique Burnay

Soponata - Sociedade Portuguesa de Navios Tanques, representada pelo Eng CAPFRAG Manuel Dores Pinto

APGC - Associação Portuguesa de Gases Combustíveis, representada pelo Eng Carlos Ferreira dos Santos

 

Organismos da Administração Pública:

DGE - Direcção Geral de Energia, representada pelo Eng Custódio Miguéns

DGHEA - Direcção Geral de Hidráulica e Engenharia Agrícola, representada pelo Eng João Baptista Madail

DGRN - Direcção Geral dos Recursos Naturais, representada pelo Eng António Miguel Cavaco

GPEP - Gabinete de Pesquisa e Exploração de Petróleo, representado pelo Dr Hermano Nunes Mendes

LNETI - Laboratório Nacional de Engenharia e Tecnologia Industrial, representado pelo Eng André Pinto Bessa

 

Sócio Singular:

Engª Guida Lami Dias da Silva 

 

O início da representação portuguesa no WEC não se encontra documentado nos actuais arquivos da APE, mas tem cerca de oitenta anos: com efeito, o preâmbulo do Dec-Lei nº 332/88, de 27 de Setembro, refere que «A composição e natureza da Comissão Nacional Portuguesa da Conferência Mundial da Energia tem variado desde que, há mais de meio século, o nosso país aderiu a esse organismo». Ou seja, em meados dos anos trinta do século passado.

 

 

A representação nacional no WEC passou, ao longo dos anos, por diversos formatos:

 

- a representação anterior ao Dec-lei nº 323/79, sobre a qual não temos elementos;

 

- o Dec-lei nº 323/79, de 23 de Agosto, “tendo em conta a necessidade de continuar a assegurar a representação de Portugal na Conferência Mundial da Energia”, criou no então Ministério da Indústria e Tecnologia a Comissão Nacional Portuguesa da Conferência Mundial da Energia (CNP-CME) adstrita à então Direcção Geral de Energia , presidida pelo respectivo Director-Geral e constituída por “representantes dos organismos ou empresas públicas ou privadas, com acção mais directamente ligada às atribuições da CNP”;

 

- o Dec-lei nº 145/86, de 16 de Junho, extinguiu a CNP-CME e atribuiu à Direcção Geral de Energia a representação nacional na Conferência Mundial da Energia;

 

- o Dec-lei nº 332/88, de 27 de Setembro, considerou ser “mais correcto que a participação portuguesa [na Conferência Mundial da Energia] não seja prosseguida por um organismo público, mas antes por uma associação de direito privado sem fins lucrativos” – a Comissão Nacional Portuguesa da Conferência Mundial da Energia, entretanto já constituída por escritura pública, como referido acima.

 

- a alteração do nome de CNP-CME para Associação Portuguesa da Energia foi deliberada em Assembleia Geral de 6 de Março de 1990 e objeto de escritura notarial em 14 de Janeiro de 1991.

 

 

ORGÃOS ASSOCIATIVOS DA APE

1º Mandato - 1988 a 1992

2º Mandato - 1992 a 1995

3º Mandato - 1995 a 1999

4º Mandato - 1999 a 2002

5º Mandato - 2002/2005

6º Mandato - 2005 a 2008

7º Mandato - 2008 a 2011

8º Mandato - 2011 a 2014